Não sei se eu caso ou compro uma bicicleta…

Esses dias estava acompanhando uma dessas séries da Netflix. Em um diálogo dos personagens algo me chamou muito a atenção: ‘Você não pode duvidar de suas escolhas’. Se tratava de uma pessoa bastante insegura sobre suas decisões. Na mesma hora em que ouvi aquela frase me veio à mente que, realmente, não podemos duvidar de nossas decisões, pois a dúvida deve anteceder à decisão.

Se tomarmos uma decisão, seja ela qual for, não podemos ficar com dúvida da decisão tomada, não podemos ter insegurança. Precisamos ser assertivos!

É claro que não estou falando daquelas decisões que são menos importantes em nossa vida, como qual a comida iremos comer, qual filme iremos assistir, onde vamos no feriado ou qualquer coisa assim. Estou falando daquelas decisões que de alguma forma irão impactar em nossa vida e até mesmo na vida dos outros (se bem que tem um monte de gente com imensa dificuldade em tomar decisões até para essas coisas simples).

É essencial saber tomar decisões a fim de se alcançar uma vida mais próspera, seja nos âmbitos pessoal, amoroso, social, profissional, financeiro, etc.

O processo de tomada de decisões requer, em primeiro lugar, autoconhecimento. O autoconhecimento, além de mostrar os pontos fortes e fracos, é totalmente relevante para identificar o que realmente importa para si.

Como disse acima, nunca devemos questionar as decisões que já foram tomadas. Elas devem ser questionadas antes de serem tomadas. A falta de uma análise abrangente da situação, uma visão mais holística da coisa e o excesso de opções são inimigos ferozes dessa tomada assertiva. Não adianta ficar lamentando o leite derramado, como dizia minha mãe.

Você já ouviu falar em ‘assertividade’?

Uma pessoa assertiva é aquela que demonstra segurança ao agir. Ela se comporta de maneira firme e clara, demonstrando resolução e decisão em suas palavras.

Mas como chegar a esse ponto? Bem, ser assertivo nem sempre significa estar certo ou errado, mas em agir da melhor forma possível, ter a melhor postura possível, tomar as decisões da melhor forma possível. Não se trata de um manual de perfeição ou de ‘como nunca errar’, mas de percorrer o melhor caminho possível para ter tranquilidade, segurança e confiança em suas decisões e com as pessoas.

Ser uma pessoa assertiva significa ser capaz de encontrar soluções sem anular seus desejos e necessidades. Portanto, não é ser uma pessoa passiva, o ‘bobão da turma’, mas encontrar o equilíbrio entre o comportamento passivo (daquele que se anula) e o comportamento agressivo (daquele que não cede jamais). Compreender as próprias necessidades e as necessidades dos outros é de suma importância para a assertividade. Saber encontrar soluções para um conflito de maneira equilibrada, eficiente e construtiva – sabendo seus próprios limites, direitos e desejos, como os do outro.

Pessoas assertivas, em geral, são mais felizes. Sabe por quê? Pelo simples fato dessas pessoas não ficarem remoendo suas decisões, se lamentando por elas, pelo que fizeram ou pelo que não fizeram. Elas questionam-se antes da decisão tomada – procuram a melhor forma de determinarem seus objetivos, analisam as consequências, buscam o equilíbrio – por meio do autoconhecimento.

Questionar-se é um dom. Mas não questione suas decisões. Elas já foram tomadas. Se não foi a decisão mais correta, ok. O que você vai fazer? Vai ficar se lamentando? Não!!! Hora de agir de forma melhor/diferente, lembrando que insistir não é o mesmo que persistir.

Seja assertivo consigo mesmo. Seja mais feliz!

Abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s